A cotação do arroz em casca no Rio Grande do Sul recuou pela segunda semana consecutiva, devido à retração de compradores e à maior intenção de venda de produtores. O baixo interesse de compra das beneficiadoras gaúchas, a proximidade do carnaval, que dificulta o transporte interestadual, e a expectativa quanto ao desenvolvimento da safra 2014/15 trouxe lentidão aos negócios do casca neste início de fevereiro.

Segundo pesquisadores do Cepea, parte das indústrias esteve ativa no mercado spot, mas adquirindo lotes apenas para atender a demanda de curto prazo e a preços menores que os de janeiro. Além disso, algumas beneficiadoras continuam se abastecendo com o arroz arrematado nos leilões de venda da Conab.

De maneira geral, empresas têm expectativa de que os preços recuem ainda mais nas próximas semanas, com a intensificação da colheita da nova safra – esperada para início de março. No acumulado de fevereiro, o Indicador ESALQ/Bolsa Brasileira de Mercadorias-BM&FBovespa (Rio Grande do Sul, 58% grãos inteiros) registrou queda de 1,14%, fechando a R$ 38,00/sc de 50 kg no dia 11.

Fonte: agrolink