Os valores do algodão em pluma seguem em alta no mercado brasileiro. Pesquisadores do Cepea indicam que o impulso aos preços internos vem da posição firme de vendedores e da necessidade de compra por parte das indústrias. Além disso, observa-se forte atuação dos comerciantes.

Muitos contratos de exportação firmados anteriormente devem ser cumpridos até a entrada da nova safra (2014/15), o que compromete boa parte do algodão que restou desta temporada, especialmente lotes de boa qualidade, reduzindo a disponibilidade interna. Entre 7 e 14 de abril, o Indicador CEPEA/ESALQ com pagamento 8 dias, referente à pluma 41-4, posta em São Paulo, subiu 2,66%, indo para R$ 2,1895/lp.

Fonte: Agrolink