O aumento nos abates de fêmeas resultou em preços da vaca gorda interessantes para os pecuaristas de Mato Grosso. No último ano, a alta registrada foi de 32, passando de R$ 77, 97 a arroba em 2013 para R$ 103,56/@ neste ano, conforme aponta dados do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea).
 
O superintendente da Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), Luciano Vacari, explica que apesar da alta beneficiar o bolso dos pecuaristas, o crescimento dos abates de fêmeas impactará no tamanho do rebanho do estado. Por outro lado, justifica que a redução do rebanho não representará menor oferta futura de carne. “A pecuária mato-grossense está mantendo altos índices de produtividade”, diz.
 
De acordo com o Imea, a maior demanda por fêmeas pode ser explicada, em partes, pela falta de boi terminado para a indústria mato-grossense.  Em Mato Grosso, a participação das fêmeas nos abates totais do estado subiu de 45% para 52% em 2014. No noroeste do estado, 60% dos abates realizados neste ano são de fêmeas.
Fonte: Agrolink